Sobre o Laboratório de Beleza

Acho que eu já nasci viciada em maquiagem. A maior parte das meninas adora brincar com o salto alto da mamãe, mas eu ia muito além. Não tinha um único item na caixa de maquiagem da mamãe que eu nunca testei e todos os saltos altos dela tinham o devido enchimento para que o meu pezinho coubesse confortavelmente. Minha primeira torcida de pé por causa de um escarpin mal educado veio antes dos 7 anos e com uns 9 eu já tive a minha primeira alergia por causa de um cosmético esquisito, que eu mesma inventei.

E é essa peruice inata que me obriga a gastar hooooras testando produtos novos, experimentando com os antigos e buscando combinações diferentes. Apesar de gastar rios de dinheiro (sabe aquele dinheiro que você não tem, mas gasta do mesmo jeito?) com la roches, rocs e avenes da vida, eu sou aquela que mistura aveia com banana e mel e, ao invés de comer no café da manhã, vai lá e passa no cabelo.

Meu cabelo já foi de todas as cores, tamanhos e formatos. Já recebeu todos os tratamentos químicos possíveis e já degustou muitos alimentos exóticos. Sabem por que? Porque eu adoro ser uma espécie de laboratório de beleza! Não tem novidade que não mexa comigo e não tem truque que eu tenha medo de testar!

Minha melhor amiga, há algumas primaveras, chegou da Coréia com uma idéia brilhante, revolucionária, que ia facilitar a minha vida para todo o sempre: um termo-curvex adaptado, que ia me fazer dispensar o rímel no dia a dia. FANTÁSTICO, INCRÍVEL, INIMAGINÁVEL, eu pensei! Vamos ao teste!!!! O mega invento consistia em uma escovinha de rímel sem os pêlos, que deixava a mostra uma pequena espiral de ferro. A gente só tinha que esquentar o ferrinho com um isqueiro e tchum, passar nos cílios como se fosse um rímel. Na tese, faz todo o sentido, não é mesmo? Afinal, é isso que a gente faz com a chapinha.

Lá vou eu, não tava me cabendo em mim com a empolgação. Na primeira passadinha, eu só senti o cheiro de queimado… Queimei todos, sim, eu disse TODOS, os cílios do meu olho direito.

Não sobrou nennhum pra contar história, só aqueles pontinhos pretos, sabe? O resultado é que eu tive que usar cílios postiços por três meses…

Essa historinha, além de uma homenagem a minha querida Carol, é para ilustrar um pouco dessa minha motivação, desse meu instinto científico para descobrir coisas bacanas! Eu adoro ser um laboratório de beleza e resolvi dividir com as minhas queridas amigas, colegas e com todas as outras curiosas do mundo as minhas descobertas e conquistas!

Divirtam-se e fiquem sempre a vontade para me mandar um e-mail, um comentário ou uma pergunta, afinal, labóratório é para isso, né?!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: